Versão mais barata do aparelho será vendida por R$ 7,3 mil.
Apple apresentou apenas o preços, mas não anunciou início das vendas.

A Apple iniciou as vendas do novo iPad Pro nesta quarta-feira (11). Apesar de a lista de países não incluir o Brasil, a empresa divulgou que os aparelhos custarão por aqui a partir de R$ 7,3 mil mas poderão chegar a R$ 9,7 mil.

O presidente da Apple, Tim Cook, apresenta o novo modelo do tablet iPad, o iPad Pro, durante evento em San Francisco, na Califórnia (EUA) (Foto: Beck Diefenbach/Reuters)
O presidente da Apple, Tim Cook, apresenta o novo
modelo do tablet iPad, o iPad Pro, durante evento
em San Francisco, na Califórnia (EUA) (Foto:
Beck Diefenbach/Reuters)

Os preços do aparelho variam conforme a versão. Todos eles possuem capacidade de se conectar a redes Wi-Fi. O iPad Pro com armazenamento interno de 32 GB custará R$ 7,2 mil enquanto o de 128 GB será vendido por R$ 8,6 mil. O tablet de 128 GB com capacidade de se conectar a redes 3G e 4G sairá por R$ 9,7 mil.

Nos Estados Unidos, o preço inicial do aparelho é de US$ 800.

No Brasil, o preço do iPad Pro segue conforme a lista a seguir:

  • iPad Pro de 32 GB com WiFi: R$ 7.299
  • iPad Pro de 128 GB com WiFi: R$ 8.599
  • iPad Pro de 128 GB com WiFi+4G: R$ 9.699

Sim, esses provavelmente serão os valores cobrados pelas versões do iPad Pro em terras tupiniquins. Nos Estados Unidos, essas três variações do tablet custam, respectivamente, US$ 799, US$ 949 e US$ 1.079, disponíveis nas cores prata, dourada e cinza espacial. E engana-se quem pensa que os acessórios desse tablet escapariam de serem taxados com preços exorbitantes.

O Apple Pencil, a caneta stylus especialmente desenvolvida para profissionais para trabalhar com o tablet, será comercializada por módicos R$ 749 (nos Estados Unidos, ela custa US$ 99). Já o Smart Keyboard, acessório do iPad Pro que funciona como um teclado e uma capa de proteção, custará nada menos do que R$ 1.249 (nos Estados Unidos, ele custa US$ 169).

Anunciado em setembro, o novo tablet da Apple, além ganhar uma tela maior, de 12,9 polegadas, também recebeu acessórios para aumentar a produtividade. Comprados à parte, a caneta Apple Pencil e o teclado também tiveram os preços apresentados para o Brasil. Custarão R$ 750 e R$ 1,3 mil, respectivamente.

A Apple ainda não anunciou quando os aparelhos começarão a ser vendidos.

comparativo_ipad

Com esses preços absurdos aqui no brasil, descobrir que unidades do iPad Pro banhadas a ouro custam mais de R$ 10 mil parece piada. Já imaginou quanto custaria uma versão dessas aqui no Brasil? Se considerarmos que os preços brasileiros são quase 10 vezes maior que os praticados nos Estados Unidos, podemos assegurar que a versão coberta com o precioso metal chegaria custando quase R$ 100 mil. Parece uma piada mesmo, só nos resta rir ou ir até um banco para financiar um Ipad, daqui uns anos não conseguiremos comprar mais nada.

Fonte: G1.com.br

 

Compartilhe

Posts Recentes

Vuze: câmera usa oito aparelhos para gravar em 3D e 360° graus

Vuze: câmera usa oito aparelhos para gravar em 3D e 360° graus

A Vuze é uma câmera que promete entrar no mercado de realidade virtual com um baixo cust...