Nós da agência Servos também não ficamos de fora nos lançamentos do cinema, e Star wars O despertar da força é um dos filmes mais aguardados do ano. Antes mesmo do lançamento oficial o filme já sofre ameaça de boicote por ter uma mulher e um negro como protagonistas

Isso mesmo que você acabou de ler, o racismo e o preconceito afeta todas as áreas e lugares.

star-wars

 

É inacreditável, mas é isso mesmo. Numa triste demonstração de racismo, machismo e intolerância, foi criado um movimento online que pede aos fãs para boicotarem Star Wars O despertar da força. O motivo? O fato do filme contar com uma mulher e um negro como protagonistas.

Através da hashtag #BoycottStarWarsVII, a campanha afirma que o filme promove um “marxismo cultural” e o “genocídio branco” (oi?).

O movimento esquece que a franquia Guerra nas estrelas sempre contou com personagens femininas fortes, como Leia (Carrie Fisher) e Padmé (Natalie Portman), além de atores negros em posição de destaque, como Billy Dee Williams (Lando), Samuel L. Jackson (Mace Windu) e, é claro, James Earl Jones (Darth Vader). Mas nada disso importa para quem tem o preconceito correndo na veia.

A Servos está contando os dias para a chegada de Star Wars : Episódio VII, esperamos ansiosos para ver  Daisy Ridley como Rey e John Boyega como Finn.

O filme chega dia 17 de desembro, as vendas dos ingressos já começaram no mundo todo, e o filme conta com parte do elenco original de volta, entre eles estão Harrison Ford, Mark Hammill e Carrie Fisher.

 

 

Compartilhe

Posts Recentes

Star Wars - O Despertar da Força | Crítica

Star Wars - O Despertar da Força | Crítica

J.J. Abrams faz a alegria dos fãs em filme que respeita o passado, mas mira no futuro ...
Esquadrão Suicida ao som de Queen

Esquadrão Suicida ao som de Queen

[vc_row full_width="" parallax="" parallax_image=""][vc_column width="1/1"][vc_column_text...